Por Valterlino Pimentel (Pinguim)

Raimundo Campos Silva, conhecido popularmente como “Raimundo Amarildo”, em alusão ao grande craque AMARILDO do Botafogo Futebol Regatas, time do seu coração, nasceu na cidade de Petrolina-PE, mas, juazeirense por adoção, recebeu o título de cidadania através do vereador Valmir Campelo.

Amarildo, um defensor aguerrido e apaixonado pelo futebol, treinou diversas equipes sendo campeão várias vezes como treinador, inclusive, da Seleção Municipal e pelas tradições locais como o carnaval, ele já apresentou o Programa ” Coisas do Carnaval ” com os radialistas Geraldo José e Geraldo Messias. E foi aí que nasceu, neste período, o envolvimento com a cultura popular que lhe deu respaldo para o rádio.

Dono de um timbre de voz inigualável e de uma linguagem carregada de gírias futebolísticas que alegra a galera como: “fera”, “cevada “,”é verdade, é verdade”, “evidentemente”. Neste dia de hoje, está comemorando, mais um aniversário, uma pessoa muito simples até na vestimenta, bem ao estilo boêmio. É mais um personagem que contribui com sua própria história para homenagear este grande nome da radiofonia sanfranciscana.

Conheci Amarildo desenrolando quase uma centena de um emaranhado de fios para fazer a transmissão esportiva no Estádio da Associação Rural em Petrolina pela Emissora Rural, sua primeira empresa. Foi assim, que foi ganhando intimidade com o microfone e depois garantindo seu espaço. Já adianto que não guardo datas, mas asseguro que nessa primeira fase ficou uma boa temporada na Emissora Rural. Mas o seu amor por Juazeiro já tinha se instalado e logo, logo estava na Rádio Juazeiro AM, nesta emissora foi repórter e comentarista, e no Diário da Região colunista esportivo, onde trabalhou alguns anos e por último Rádio Cidade onde está há mais de 15 anos apresentando o Programa ” Panorama Esportivo “. Como eterno saudosista gosto de relembrar os bate-papos que tínhamos, não só as piadas do meio esportivo, mas também os amigos que a gente fez ao longo destes anos.

Cito mais uma vez minha admiração por este amigo que dispensa comentários, porque, mais que um amigo, é um irmão, e especialmente para manter viva a memória do nosso futebol, este nome merece ser resguardado na radiofonia como grande comunicador de massa. PARABÉNS “REI” RAIMUNDO AMARILDO! Pelo seu aniversário