Paulo Bomfim estende medidas de isolamento social até 2 de maio. No novo decreto o prefeito também determina o fechamento de Feiras e Mercados e recomenda uso de máscaras a trabalhadores dos serviços essenciais e a toda a população

Prefeito também autoriza a compra de 10 mil testes rápidos para Juazeiro

Luiz Hélio/PMJ

O prefeito Paulo Bomfim estendeu as medidas de isolamento social até o dia 2 de maio. Com isso, permanecerão abertos somente estabelecimentos que oferecem serviços essenciais, conforme consta em decreto anterior. Além disso, determinou o fechamento das Feiras e Mercados, exceto o Mercado do Produtor de Juazeiro por tratar-se de uma central de abastecimento de alimentos. Também permanecem proibidos os cultos e celebrações religiosas presenciais.

A decisão foi tomada após confirmação de novos casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no município. Paulo Bomfim reforça a necessidade de ações imediatas para que não aumente a quantidade de pacientes buscando atendimento hospitalar.

“Tenho me reunido diariamente com o Comitê de Saúde, que conta com a secretária e médica Fabíola Ribeiro e com o assessor técnico da Sesau, o infectologista Washington Luís. A análise feita é a de que ainda não é hora de abrirmos mão do isolamento social. Somente através das medidas de prevenção poderemos conter a propagação desse vírus e o sucesso dessa luta também depende da colaboração de toda a sociedade. Por isso, estendi o prazo do fechamento do comércio e de outros serviços não essenciais para o dia 2 de maio”, ressaltou.

Paulo Bomfim destaca ainda as ações que estão sendo feitas pela Prefeitura de Juazeiro na prevenção e combate à Covid-19.

“Fomos o primeiro município da Bahia a adotar medidas visando proteger a nossa população. E continuamos trabalhando forte nesse sentido. Autorizei a compra de 10 mil testes rápidos, mais EPIs e material de higienização para abastecer as unidades de saúde, estamos entregando 35 mil kits de alimentação para os alunos da rede municipal, prestando atendimento socioassistencial a 36 pessoas em situação de rua e, em parceria com o Estado, vamos transformar a nossa UPA numa unidade exclusiva de tratamento do novo coronavírus”, elencou.

O prefeito informa que também tem conversado com o governador Rui Costa para uma possível utilização da estrutura do Hospital de Oncologia.

“Hoje Juazeiro conta com 10 leitos de UTI (sendo 2 com ocupação no momento) e 30 leitos intermediários (com 5  ocupações) no Hospital Regional. Vamos ampliar essa oferta com a UPA e ainda há a possibilidade de usarmos a estrutura da Unacon, onde tem capacidade para até 400 leitos. Todos os nossos esforços estão centrados nessa luta para protegermos a população dessa pandemia. Porém, ressalto que todos precisam contribuir respeitando e cumprindo o isolamento social”, frisa.

No novo decreto, que será publicado no Diário Oficial do Município ainda nesta segunda-feira (20), o prefeito de Juazeiro também recomenda o uso de máscaras para os trabalhadores de todos os estabelecimentos que precisam continuar abertos atendendo às demandas essenciais da população, como também a todos que necessitarem sair de casa.