Peru e Uruguai escondem o jogo em treinos fechados

Da Redação
Peruano Paolo Guerrero e uruguaio Cavani (Montagem/Fotos/Divulgação)

As duas seleções duelistas do próximo sábado 29, na Arena Fonte Nova, se encontram na capital baiana há dois dias, mas está difícil colher algo novo sobre os preparativos para o decisivo combate. Encobertos pelo manto dos chamados treinos fechados, os treinadores de Uruguai e Peru dissimulam escalações e escondem estratégias que serão adotadas para superar a resistência do adversário.

Hoje, 27, a Conmebol anunciou treino da seleção peruana em Pituaçu, às 10 horas, com direito a 20 minutos com a presença da imprensa. Mais prudente, Óscar Tabárez, técnico do Uruguai, promove treino no CT do Vitória no mesmo horário, e vetou a presença de jornalistas, cinegrafistas e fotógrafos, sejam peruanos, brasileiros e até mesmo seus compatriotas uruguaios.

Ao lado de Cavani, o atacante Suárez é um dos expoentes da seleção celeste e, juntos, formam uma das mais respeitadas duplas de ataque do futebol mundial. Com dois gols cada, estão entre os artilheiros desta Copa América.

Em grande fase, Paolo Guerrero, jogador do Internacional de Porto Alegre, é o destaque do time dirigido pelo técnico Ricardo Gareca. Com 12 gols, é o maior artilheiro da Copa América, ao lado do chileno Vargas.

Uruguai e Peru jogam no próximo sábado 29, na Arena Fonte Nova, às 16 horas. O vencedor garante vaga entre os quatro semifinalistas.