Medalhista de Ouro no Rio 2016 fica sem clube um ano antes das Olimpíadas

Da Redação - Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters

O Pinheiros decidiu que não vai esperar os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021, para reduzir o investimento no esporte olímpico. O maior clube poliesportivo do país anunciou a rescisão unilateral do contrato com Thiago Braz, medalhista de ouro nos Jogos do Rio 2016.

O fim do contrato acontece oito meses antes de o vínculo vencer. Dessa forma, o saltador campeão há quatro anos está sem clube na véspera das Olimpíadas. Com o calendário parado e vivendo crise interna, o clube optou por dispensar Braz.

De acordo com o UOL, o atleta não foi comunicado diretamente da decisão. Contudo, o Pinheiros se prontificou a arcar com a multa rescisória de 50%.