Piso e gramado do Adauto Moraes são alvos de críticas pesadas

0
115

A opinião de Jota Jota

Não é possível que vamos novamente passar por todos os constrangimentos de outrora, quanto ao estado do piso e gramado do estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. Tem anos e anos que o equipamento da municipalidade sofre pesadas críticas por ocasião de jogos ali realizados.

No último domingo Juazeiro e Colo Colo de Ilhéus jogaram no Adauto Moraes, cumprindo a primeira rodada da Série B do Campeonato Baiano, e não foi nenhuma surpresa ver que tudo estava como dantes no Adautão de antes. Embora as duas equipes não tenham exibido um futebol de qualidade, o gramado estava bem abaixo disso.

Novamente fomos obrigados a ouvir as reclamações de atletas, comissão técnica, dirigentes e cronistas visitantes, desconjurando o que viram desacreditando que a FBF tenha aprovado a realização de partidas em Juazeiro, onde o gramado do estádio não ofereça as mínimas condições de ser utilizado.

Causa-me espécie o descaso do poder público municipal da cidade, e não me reporto apenas ao atual não, os prefeitos que antecederam a este, também foram ineficientes e descuidado com o patrimônio do povo, além de desrespeitosos com os garotos propaganda da cidade, o Juazeiro Social Clube e a Desportiva Juazeirense, que através de suas participações em competições, reverberam o nome da cidade além-fronteiras.

Chega de reformas paliativas no piso e no gramado do estádio Adauto Moraes, as críticas desdenhosas da praça esportiva vêm denegrindo o nome da cidade, por favor se atentem para isso, e aproveitem o restante do ano de 2023, para que uma solução definitiva seja dada ao precioso equipamento público de Juazeiro.

Não teremos mais competições após o término da Série B do baiano, então teremos até o começo de janeiro para que seja utilizado novamente, porque não nivelar o piso e replantar o gramado, ou melhor, faça como outras prefeituras que acabaram com o problema implantando o gramado sintético, por que não?

Ah é muito caro, sim é, mas será um gasto único, se a manutenção for cuidadosa, e os clubes da cidade que façam suas adaptações para atuarem lá, vide a situação da Arena Cajueiro, onde o Bahia de Feira não tem reclamações, e todos seus jogos são mandados por lá.

Está na hora de se importar com o estádio Adauto Moraes, e exterminar as críticas que se tornaram crônicas nas ondas sonoras das emissoras de rádios, nas páginas dos jornais, nas telas dos sites e nas imagens que as TVs mostram nos jogos transmitidos.

#PRONTOFALEI@JOTAJOTA.