Prefeito diz que a missão da Prefeitura é ordenar, mas não confiscar bens de ambulantes

Ascom/PMJ

O prefeito Paulo Bomfim manifestou rejeição à forma de abordagem dos fiscais de postura que confiscaram mercadorias de ambulantes no centro da cidade. O chefe do executivo determinou que a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano reveja imediatamente os procedimentos adotados no trabalho de fiscalização.

“Nossa orientação é de ordenar o trabalho de ambulantes, educar e, se necessário, até multar quando houver reincidência, mas jamais confiscar os bens desses trabalhadores”, disse Bomfim.

O prefeito determinou que a SEMAURB faça a imediata devolução das mercadorias confiscadas.