Prefeito Paulo Bomfim se reúne com CDL e SindCom e informa que vai endurecer fiscalização do comércio em Juazeiro

Raphael Leal/Ascom

O prefeito Paulo Bomfim se reuniu com os representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Juazeiro e o do Sindicato dos Comerciários (Sindcom), nesta quarta-feira, 17, no Paço Municipal, para informar que espera contar com as entidades e que vai endurecer a fiscalização para o cumprimento das regras sanitárias estabelecidas no Plano de Retomada, para que não haja a necessidade de fechamento do comércio.

Para o prefeito, a sociedade precisa colaborar para que o município não sofra perdas econômicas e um novo fechamento do comércio seria um grande impacto. “Não podemos relaxar. Poder público, empresários, comerciários e a população em geral precisam se juntar e pensar no coletivo. Espero contar com toda a população juazeirense, de todos os setores, para que a nossa cidade não sofra ainda mais com os efeitos da pandemia, tanto social quanto economicamente. Nós vamos endurecer a fiscalização para que as regras sanitárias previstas em decreto sejam cumpridas e a nossa cidade passe por este primeiro ciclo sem sofrer um choque. E reiteramos, fique em casa. Se precisar sair, use máscara, leve o seu álcool gel, e sempre lembre de lavar as mãos”, declarou Paulo Bomfim.

De acordo com Murilo Matos, presidente da CDL, a reunião foi importante e que vai levar a mensagem à classe de empreendedores. “Temos conversado bastante e acreditamos que conseguiremos atingir o objetivo de nos adequarmos aos tempos. Precisamos preservar os empregos, mas há um problema de saúde pública. Se alguns poucos empresários não cumprirem o acordo, todos poderão pagar por esta conduta indevida. Mas o prefeito nos garantiu que vai ampliar a fiscalização e nós vamos colaborar para que não retorne a medida drástica de fechar o comércio”, ponderou.

Os trabalhadores do comércio também temem por um novo fechamento, mas acreditam que com o endurecimento da fiscalização, empresários e comerciários poderão contribuir nesta ação. “Já houve muitas perdas de empregos. Sabemos que é preciso se adequar a este tempo de pandemia. E reiteramos a toda à população que colabore. Se todos seguirmos as regras, comércio não fecha e vamos continuar a vida, trabalhando”, ressaltou Fábio César, presidente do SindCom.