Preparador físico agride atacante Pedro no vestiário após vitória do Flamengo sobre o Atlético

0
202
Pedro, atacante do Flamengo - Foto: André Durão-GE

Da Redação, com informações do GE

O atacante Pedro, do Flamengo, foi agredido com um soco no rosto desferido pelo preparador físico Pablo Fernandez. O fato ocorreu no vestiário do Estádio Independência, em Belo Horizonte, após a partida contra o Atlético Mineiro realizada na noite de sábado pelo Campeonato Brasileiro.

Acompanhado dos diretores Marcos Braz e Bruno Spindel, dos jogadores Thiago Maia, Pablo e Everton Cebolinha e um advogado, o jogador prestou queixa na Central de Flagrantes da Polícia Civil. O argentino também compareceu para dar a sua versão dos fatos e foi liberado em seguida.

O delegado Marcos Pimenta relatou o caso:

– Após o jogo, o atleta Pedro sofreu um golpe na face após uma breve discussão com o preparador físico. Ele questionou Pedro por não ter aquecido no segundo tempo. Pedro não gostou de ter sido interpelado, disse que não queria fazer o aquecimento e recebeu tapinhas no rosto do preparador. Pedro não gostou e tirou as mãos. Então, o preparador deu um passo para trás e desferiu um soco na face do jogador. Fizemos as oitivas, procedemos o Termo Circunstanciado e vamos encaminhá-lo ao Ministério Público. O jogador, portanto, representou o caso – explicou o delegado Marcos Pimenta, para completar:

– Todas as testemunhas afirmaram que Pedro levou um soco na boca após a discussão. A princípio, foi um caso leve. Não há mandado de prisão contra Pablo Fernández. A pena, neste tipo de delito, é de multa. Não há necessidade de prisão. Por isso, o preparador foi liberado e não houve prisão em flagrante.

Usando as redes sociais, Pedro relatou que foi “covardemente agredido” por Hernandez.

– Covardemente, sem motivo e inexplicavelmente, fui agredido, com um soco no rosto, por Pablo Fernandez, membro da comissão técnica do Sampaoli – escreveu o atacante.