Da Redação - com informações do Portal UOL

Alan Cleberton Pereira de Jesus, 39 anos, professor de educação física na Academia Eron Fitness, em Euclides da Cunha, fez um bolão e dividiu as cotas com 89 pessoas entre alunos e funcionários da sua academia, cada um pagando uma cota de R$ 20. Cada um apostador recebeu uma cópia dos números apostados.

Quando saiu o resultado – 05 – 10 – 12 – 18 – 25 – 33 -, três apostas da cidade baiana foram premiadas entre as 52 apostas que dividiram a mega-sena da virada, cabendo a cada uma o valor de R$ 5.818.007,36. Dois ganhadores que fizeram as apostas na lotérica Boa Sorte já retiraram o prêmio, resta um ganhador.

Alan e seu grupo também foram premiados mas fizeram apenas a quadra, que rendeu um prêmio de R$ 240,17, mas ninguém acreditou e agora sofre ameaças dos parceiros que lhe cobram o prêmio da sena.

No dia 4 de janeiro ele registrou um BO na Delegacia Territorial da cidade e o delegado Luiz Henrique Alves da Costa procura identificar os autores das ameaças.