Da Redação - Por JOTA JOTA

Pelo gesto de puxar os olhos na partida contra a Tailândia, e que fora considerado como racismo, a líbero da Sérvia, Sanja Djurdevic, foi suspensa por dois jogos, pelo comitê disciplinar da FIVB.

A atleta da Sérvia, já não jogou na terça-feira 8 contra a Bélgica, e nem vai jogar, contra a seleção do Canadá no dia 12, quando começa a quarta rodada da competição. Uma imitação dos traços da tailandesa, custou a Federação de Vôlei da Sérvia, uma multa de 20 mil francos suíços, cerca de 111 mil reais.