Refúgio de vida Silvestre em Curaçá se prepara para receber casais da espécie Ararinha Azul 

Previsto para o dia 03 de março de 2020, o Refúgio de Vida Silvestre situado dentro de uma área de proteção ambiental na zona rural de Curaçá – BA, irá receber dezenas de casais da espécie ‘Cyanopsitta spixii’, mais conhecida como Ararinha Azul, para posteriormente iniciar o processo de reintrodução da mesma na caatinga.

Essa ação é parte de um projeto que vem sendo desenvolvido há alguns anos com atividades de ecologia, manejo sustentável da fauna, flora e o cooperativismo com os agricultores e as comunidades circunvizinhas.

Voltarão para sua terra natal cerca de 50 exemplares da ararinha azul vindas de um cativeiro na ACTP (Association for the Conservation of Threatend Parrots) na Alemanha, que é uma das parceiras do ICMBio (Institudo Chico Mendes de Proteção da Biodiversidade) que coordena o projeto.

O evento irá mobilizar escolas, sindicatos, autoridades, imprensa e grupos culturais, saudando a chegada de um ilustre filho da terra que por consequência do tráfico de animais e a exploração ilegal abandonou seu habitat natural há mais de 20 anos.

ASCOM / PMC