Resumo da última rodada do primeiro turno do Brasileirão 2019

Por Carlos Humberto

Neste domingo 15, se encerrou a primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série A. Ao todo, os 20 clubes que integram a elite do futebol nacional fizeram 380 jogos, e cada um entrou em campo 19 vezes.

Foto: Alexandre Vidal/CRF

Simbolicamente, já que a prática deixou de existir deste o advento dos pontos corridos, o Flamengo conquistou o título de campeão do primeiro turno, ao bater o Santos por 1 a 0, no Maracanã, no sábado. O belo gol do artilheiro Gabriel Barbosa, o Gabigol, apenas coroou o feito rubro-negro.

O clássico, que já decidiu um título brasileiro em 29 de maio de 1983, vencido pelo Fla por 3 a 0, reuniu dois técnicos estrangeiros. Por si só, a nacionalidade dos “professores” não mereceria a atenção da mídia esportiva. No entanto, a ausência de técnicos brasileiros no comando das duas melhores equipes da primeira fase suscitou um tema polêmico: estariam os treinadores nativos obsoletos? Esse é um bom tema que proponho voltarmos a falar nos próximos textos.

Voltando ao nosso resumo, a derrota custou ao time da Vila Belmiro a segunda posição, agora em poder de outro paulista, o Palmeiras, que após a ascensão de Mano Menezes ao comando do time esmeraldino, desandou a ganhar. A vítima dessa vez foi o Cruzeiro, que termina a rodada entre os quatro possíveis rebaixados.

Ainda no sábado, o talento do jovem Talles, de 17 anos, mostrou que o Vasco tem jeito ao vencer o em queda Chapecoense na Arena Índio Condá, e se afastar da zona da degola, como gosta de dizer seu técnico Luxemburgo.

E, por último, Ceará e Botafogo fecharam os jogos do dia com um empate insosso em 0 a 0 no Castelão.

Os jogos de domingo, se não definiam o “título” do turno inicial, eram boas oportunidades para que alguns clubes galgassem posições importantes, e outros menos afortunados ganhassem um pouco de oxigênio para sobreviver à degola.

Na parte superior da tabela, o visitante Internacional depenou o Galo no Independência por 3 a 1, assumindo a quarta colocação em lugar do Corinthians que, graças a um ‘frangaço’ do goleiro Cassio, perdeu para o Fluminense no Mané Garrincha e caiu para a quinta posição. Outro que se deu bem fora de casa foi o lanterna Avaí, ao surpreender o Athletico na Baixada, fazendo 1 a 0. O time paranaense poupou os titulares para a decisão da Copa do Brasil na próxima quarta-feira, contra o Inter.

Completando 116 anos, o Grêmio fez festa completa na sua Arena, ao golear o Goiás por 3 a 0, com show de Cebolinha e Jean Pierre. Na ocasião, o time de Renato Gaúcho apresentou o novo uniforme número 3.

A Arena Fonte Nova foi palco do clássico nordestino entre Bahia e Fortaleza. O empate em 1 a 1, frustrou a torcida, mas manteve o time baiano na sétima colocação.

Entre os chamados grandes, a decepção da rodada ficou para o último jogo, quando o São Paulo, com a volta de todos os titulares, não saiu de um sofrido empate em 1 a 1 com o CSA, ocupante do Z-4. O time tricolor precisou do talento do juazeirense Daniel Alves no meio de campo para construir o gol que deixou os paulistas entre os seis do primeiro turno.