Da Redação
Coletiva-Rogerio-Ceni (Foto: Alexandre Vidal/CRF/Divulgação)

A fatura da demissão do técnico Rogério Ceni chegou no colo da diretoria do Flamengo na manhã desta terça-feira e não é barata. Com a recusa do treinador em fazer acordo, o time carioca terá que pagar a multa integral de R$ 3 milhões, prevista no contrato original.

Desligado da direção do time no último sábado, Ceni tinha contrato até dezembro deste ano. Como acontece na maioria dos casos, parte do salário é estipulado em carteira e outra parte corresponde a direito de imagem.

A informação foi dada em primeira mão pelo jornal Extra.