Sebrae lista 5 ideias para o empreendedor obter sucesso em 2024

0
70
Foto iStock

Sebrae lista 5 ideias para o empreendedor obter sucesso em 2024

Atitudes simples para quem tem ou pretende abrir uma empresa no próximo ano podem fazer toda a diferença

Por Juliana Vital

Somente em Feira de Santana existem cerca de 50 mil microempreendedores individuais ativos, mais de 27 mil microempresas e empresas de pequeno porte e mais de 18 mil produtores rurais cadastrados. De acordo com o gerente regional do Sebrae em Feira, Isailton Reis, o mercado local deve seguir o cenário positivo de desenvolvimento alcançado nos últimos anos após a pandemia. Mas, ele ressaltou que é preciso seguir passos importantes e que podem fazer toda a diferença para quem quer aproveitar esse cenário e pretende começar uma nova empresa, ou melhorar os negócios alcançando o sucesso em 2024.

“Em geral, devemos continuar a retomar o crescimento da economia e, para quem aproveitou o momento da crise para tomar algumas decisões estratégicas, 2024 será melhor. Para aqueles que ainda pretendem tomar, acredito que será também um ano de bons resultados. Mas, para alcançar os melhores resultados dentro destas duas realidades, é preciso muito planejamento e destacar alguns aspectos importantes para o crescimento pessoal e empresarial”, comenta.

Para os que pretendem adotar uma nova medida para estimular os negócios em 2024, Isailton Reis listou cinco pontos importantes para quem quer empreender ou para quem quer melhorar o seus resultados:

Autoconhecimento – “O empresário precisa entender que a atuação dele no negócio e as suas experiências precisam estar ligados ao seu propósito de vida. As novas relações de negócio estão apostando muito nisso. Quanto maior a ligação entre o seu propósito de vida àquilo que você faz, melhor o seu negócio tende a se desenvolver. Para quem já tem uma empresa é importante se interrogar como anda essa relação de propósito de vida e trabalho”.

Conhecer o mercado – “É preciso conhecer as necessidades do cliente. Voltando ao primeiro tópico, é preciso ressaltar que um negócio deve ter relação com o seu propósito de vida, mas principalmente precisa atender a uma necessidade do mercado. Deve estar clara a necessidade que se precisa atender. Algumas metodologias modernas falam sobre sanar a dor do cliente. E se perguntar: ‘Qual necessidade precisa ser atendida? Estou atendendo ao meu cliente, mas ainda falta algo a dar? Que necessidade é essa a ser atendida?’”.

Planejamento – “Não se pode abrir um negócio de forma aleatória. É preciso saber os diversos aspectos do negócio que se pretende abrir. Conhecer a si e também ao mercado. Para quem quer abrir e para quem quer ampliar. Planejar tem a ver inicialmente com conhecer o seu cenário, com um bom diagnóstico e uma boa avaliação e definir onde se quer chegar. Ao definir onde você quer chegar e os passos para se alcançar este lugar, é que se traduz o planejamento. O processo empreendedor não para quando se monta o negócio. Entra então um processo importantíssimo que é gerir. Essa lógica de gestão vai desde o propósito da organização, com missão, até definir os resultados. Quando defino os resultados consigo ter parâmetro para ir monitorando o crescimento da empresa.

Avaliar resultado – “Avaliar o resultado é saber se o dinheiro que eu investi está voltando, saber se aquela mercadoria que eu vendi está me dando retorno, tanto individual como para bancar os custos da minha organização. Fazer gestão no momento atual é também conceber que estamos vivendo um momento de revolução digital. As empresas precisam considerar isso dentro do seu processo de gestão. Pode-se inovar sem investir no digital, mudando processos, renovando a organização. Mas é preciso estar atento à lógica digital. É estar consciente que o seu cliente hoje em dia não compra somente na sua loja física, não se relaciona somente por telefone, por menor que seja o negócio”.

Liderar – “Alcançar os resultados através de pessoas. Por mais que se desenvolva em todos os pontos abordados que foi colocado até aqui, nada vai prescindir tão cedo das pessoas. Um elemento importantíssimo, tanto para quem vai abrir um negócio quanto para quem já o tem, é aprender a lidar com pessoas, fazer o desenvolvimento humano. Quando falo lidar, é cuidar mesmo, envolver as pessoas para alcançar os seus objetivos, e que isso nada mais é que o papel do líder”.