Segunda noite do Festival Edésio Santos 2019 arrebata o público na Orla II de Juazeiro

Por Carlos Humberto - Texto e fotos
Jessica Stephens defendeu a música Gumbé de Carlos Gomez

A segunda noite do Festival Edésio Santos da Canção, realizada nesta sexta-feira (13), repetiu o alto nível da primeira eliminatória no dia anterior, estimulando a manifestação positiva do público a cada canção apresentada. Com o título de Dois Violões, a atual edição homenageia João Gilberto e Neto, duas referências da música juazeirense e mundial.

No cenário emoldurado pela beleza do Rio São Francisco, e enriquecido pela brisa noturna refrescante que trazia frescor à Orla II da cidade, talentos novos e conhecidos da música regional e nacional se dividiram levando ao público seu recado, cada um no seu gênero e estilo musical.

P1 Rappers, Regresso

Como acontecera na quinta-feira, quando a música Ser Maria arrebatou a plateia na interpretação vibrante da cantora Alcina Gonçalves, a nova Susan Boyle, os aplausos e assovios mais fortes da noite ficaram divididos entre as performances de outra cantora, Jessia Stephens, e do grupo PI Rappers.

Comprovando a receptividade do público às músicas apresentadas, a registrar as filas formadas diante da urna que recebia os votos para a escolha da canção do júri popular.

Se Juazeiro é reconhecido nacionalmente pela vocação de revelar lideranças em distintas áreas, o Festival Edésio Santos da Canção, evento oficial do calendário da Prefeitura Municipal, se transforma a cada ano no portal que enriquece o mercado musical com novos autores, compositores, cantores, instrumentistas e intérpretes.

Já passava da meia noite quando o cantor Rodrigão, em apresentação solo, finalizou a noite de alegria e boa música da 22ª edição do Festival Edésio Santos da Canção.

Neste sábado 14, as 12 canções eleitas pelo Júri voltam ao palco para a grande final que consagra as melhores composições do festival, além de distribuir prêmios valorosos para o 1º, 2º e 3º lugares, melhor intérprete e prêmio do júri popular.

O convidado para o encerramento é o cantor petrolinense Geraldo Azevedo, que promete um show à altura da importância do evento.