Da Redação - Foto/capa: Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação
Everton Cebolinha e Roberto Firmino comemoram segundo gol na Bolivia (foto-Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação)

Diante de um adversário pouco produtivo, a Seleção Brasileira estreou nas Eliminatórias para a Copa 2022 goleando a Bolívia por 5 a 0, na noite desta sexta-feira (9), na Neo Química Arena, em São Paulo. Foi a maior goleada do escrete canarinho em estreias nas Eliminatórias, superando a vitória por 4 a 0 em 1989, contra a Venezuela.

Roberto Firmino, com dois gols, foi o artilheiro do duelo. Marquinhos, Rodrygo e Philippe Coutinho completaram a goleada.

O time brasileiro imprimiu um jogo agressivo nos dois tempos, pressionando o adversário constantemente. Taticamente, a presença de Neymar flutuando e servindo de garçom aumentou a posse de bola – 76% -, e fez crescer o rendimento ofensivo da seleção. No meio de campo, Douglas Luiz foi soberano e Renan Lordi, na lateral esquerda, outro destaque na partida.

Em 31 jogos, a Seleção Brasileira lidera o confronto com 22 vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Marcou 104 gols e sofreu 25, tendo Zico como maior artilheiro com oito gols.

Próximos jogos

A Seleção Brasileira volta a campo na próxima terça-feira (13), quando enfrenta a Seleção Peruana, no Estádio Nacional de Lima, às 19 horas. No mesmo dia, às 17 horas, a Seleção da Bolívia recebe a Argentina, no Estádio Hernando Siles. Os jogos são válidos pela 2ª rodada das Eliminatórias.

FICHA TÉCNICA
Brasil 5 x 0 Bolívia
Eliminatórias da Copa do Mundo 2022 – 1ª rodada
Data: 9 de outubro de 2020 (sexta-feira)
Horário: 21h30
Local: Neo Química Arena (São Paulo-SP)
Arbitragem: Leodan Gonzalez (URU), Nicolas Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)
Gols do Brasil: Marquinhos, aos 15’, e Firmino, aos 30’ do 1º tempo; Firmino, aos 4’, Rodrygo, aos 20’, Philippe Coutinho, aos 27’ do 2º tempo

Brasil: Weverton, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva (Felipe) e Renan Lodi (Alex Teles); Casemiro, Douglas Luiz e Philippe Coutinho (Everton Ribeiro); Everton Cebolinha (Rodrygo), Roberto Firmino (Richarlison) e Neymar. Técnico: Tite

Bolívia: Lampe; Jesus Sagredo, Carrasco, Valverde e José Sagredo; Wayar (Zabala), Bustamante (Gonzales) e Arabe (Cardozo); Menacho (Campos), Sadias (Céspedes) e Bruno Miranda. Técnico: César Farias