Vitoria tem parada indigesta no Orlando Scarpelli

Por Jota Jota
Jota Jota

O Vitoria que ocupa depois da primeira rodada, a quinta posição na tábua de classificação, lugar definido pelos critérios de desempate, pois os cinco primeiros possuem 3 pontos ganhos, terá na noite desta terça-feira em rodada cheia, um compromisso indigesto diante do Figueirense, que vem de uma derrota em Ponta Grossa no Paraná, perdeu para o Operário por 3 a 1, vem com os demais que não venceram, na 18ª posição, e precisa dar uma satisfação ao seu torcedor, mesmo que pela telinha da TV.

A nossa preocupação com o Vitoria continua, pois não vimos o time começar bem a competição, ao vencer às duras penas, o Sampaio Correa no Barradão, escapando de sofrer um empate e até mesmo a virada, haja São Ronaldo, mas com tudo isso, ainda resta uma ponta de esperança no torcedor, de que o time possa se portar melhor, do que o fizera diante do Sampaio Correa em Salvador, com base no dito popular, A Esperança, é a Última que Morre”.

Já conhecemos o discurso, é apenas a segunda rodada, e tem muita coisa pela frente, e eu digo, já é a segunda rodada, só faltam 36, e os pontos precisam serem somados, para que o Sufoco não apareça depois da 25ª rodada, onde vai se procurar fôlego, sem encontrar, e olhe que os respiradouros, aqueles comprados, não foram entregues, e muito malaca pegaram a grana por este Brasil afora, então mesmo sem Cloroquina, mas com gols, e triunfos, o time se mantenha sem precisar ser entubado.

Jogo para pirão, um que precisa se recuperar, e o outro se firmar, prenúncio de uma boa disputa, não garanto qualidade técnica, mas poderemos ver uma guerra de vontade em campo, torcendo para que a Letargia de segundo tempo, não ressurja no Vitoria.

#PRONTOFALEI.