Ascom Seeb/Juazeiro

Depois de mais de três horas de reunião, realizada por videoconferência, neste sábado (23/05), não houve acordo entre a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e sindicatos dos bancários de Juazeiro  em relação ao funcionamento das agências na próxima segunda, terça e quarta (25, 26 ). As entidades reivindicam o cumprimento dos decretos estadual e municipal, que anteciparam feriados para os dias citados, com o objetivo de reduzir a taxa de contágio do coronavírus.

Os bancos alegaram que têm milhares de pessoas aguardando para receber os benefícios sociais. Por isto, querem abrir somente para a realização destes pagamentos, com a presença de menos de 30% dos funcionários. De acordo com as empresas, o critério seria por adesão, desde que houvesse um quantitativo mínimo para assegurar que os benefícios sejam pagos em cada unidade. O Sindicato denunciou que existem bancários sendo pressionados a irem nas agências a partir de segunda-feira (25/05).

Na oportunidade, as entidades reivindicaram que todos os bancários que fossem convocados a trabalhar nos três dias recebessem as horas extras integrais e não fosse utilizado banco de horas. Porém, a Fenaban informou que não tinha uniformidade quanto a isto, mas é sabido que Caixa, Itaú e Bradesco já se comprometeram a pagar as horas extras.

Além disso, reafirmaram a reivindicação para que todos os bancários, vigilantes e prestadores de serviço fossem submetidos a testes para Covid-19. O Sindicato dos Bancários de Juazeiro e Região  vai solicitar fiscalização do poder público para garantir o cumprimento dos decretos.

Os bancários estão sobrecarregados, especialmente os da Caixa, que têm trabalhado aos sábados, em jornadas exaustivas. Neste momento, a cobrança das entidades sindicais é para que haja, sim, um período de descanso para garantir a saúde mental e física destes profissionais.

A Prefeitura de Juazeiro informou que, atendendo ao decreto do governador Rui Costa, segunda e terça-feira serão feriados na cidade. A partir de quarta-feira, voltam a funcionar os serviços essenciais autorizados no decreto municipal.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Juazeiro, Maribaldes da Purificação destaca que o sindicato não está de acordo com essa medida da Fenaban. “Os bancários principalmente da Caixa estão trabalhando muito, com antecipação do feriado seria um momento do servidor descansar, é um direito dele. Estamos preocupados com a qualidade de vida dos bancários”, concluiu.