Daniela Duarte e Thalita Bezerra/ASCOM SINDCOM JUAZEIRO

Apesar do decreto de lockdown em algumas cidades do estado da Bahia, incluindo Juazeiro, que determinou o fechamento de todo o comércio não essencial até as 5 horas da próxima quarta-feira, 10 de março, o Sindicato dos Comerciários vem percorrendo diversas lojas do município durante este período e encontrou inúmeros estabelecimentos descumprindo o que está determinado no decreto Estadual.

De acordo com o presidente da entidade, Fábio Cesar neste momento de lockdown é importante ter uma fiscalização constante e efetiva. “Nada adianta seguir o decreto que tem por objetivo conter a disseminação do coronavírus, e não ter fiscalização. É preciso mais atitude da administração municipal. Nosso papel é orientar que exerçam o que foi determinado e a prefeitura precisa adotar medidas cabíveis para responsabilizar os estabelecimentos que descumpriram o decreto”, concluiu Fábio.

O presidente questiona ainda como está sendo o critério de fiscalização para os estabelecimentos não essenciais que estão descumprindo o decreto. “Gostaria de saber o critério de fiscalização da prefeitura porque alguns locais não essenciais estão funcionando meia porta, outros funcionando normalmente, inclusive na região que vai da Lagoa do Calu a UPA, 70% dos estabelecimentos estão abertos, enquanto na parte central da cidade o comércio encontra-se totalmente fechado, assim alguns tem prejuízos e outros estão se beneficiando. Desde sábado denunciamos vários locais abertos para a guarda municipal e até o momento nada foi feito”, disse indignado o presidente do Sindcom de Juazeiro.

VEJA AS FOTOS