Da Redação – Foto: Carlos Humberto / Agência CH

Juazeirense 3×2 Sport, no Adauto Moraes, pela Copa do Brasil, em 10.mar.2021 (Foto: Carlos Humberto / Agência CH)

Alegando irregularidades na partida pela primeira fase da Copa do Brasil, realizada no Estádio Adauto Moraes na última quarta-feira, o Sport recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira pedindo a exclusão da Desportiva Juazeirense.

O confronto foi vencido pelo time baiano por 3 a 2, resultado que elimina o Leão da Ilha da competição.

Após queda de energia que provocou o desligamento de parte dos refletores, acionamento do sistema de irrigação, entrada da ambulância e sumiço de gandulas, a partida foi interrompida pelo árbitro catarinense Ramon Abatti Abel.

Na súmula, o árbitro alega que após o restabelecimento das luzes, o Sport se negou a voltar a campo e por isso a partida foi encerrada.

Segundo Ronaldo Botelho, Procurador Geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, a possibilidade de mudança do resultado é remota.

A Diretoria da Juazeirense ainda não se manifestou sobre o movimento do Sport junto ao STJD.

Leia a matéria completa no GE