Atacante desperdiçou pênalti defendido pelo goleiro Gallese

Por Carlos Humberto - texto e fotos
Goleiro Gallese defende pênalti de Suárez (Foto: Carlos Humberto)otos

Mais um favorito fica no caminho na luta pelo título da Copa América 2019. Ontem, foi a invicta Colômbia, que nos pênaltis se despediu da competição ao perder para o Chile. Hoje, na Arena Fonte Nova, foi a vez da seleção uruguaia sucumbir e voltar para casa mais cedo.

No tempo normal, o resultado marcou a igualdade entre as duas equipes em 0 a 0. Embora os comandados de Óscar Tabárez tenham buscado mais o gol, quando a bola ultrapassou a linha fatal em três oportunidades, a jogada tinha sido anulada antes, decisões corroboradas com a interferência direta do VAR.

A seleção peruana se planejou para enfrentar um adversário sabidamente mais forte tecnicamente. Buscando se resguardar na defesa e explorar o potencial ofensivo de Paolo Guerrero, os jogadores cumpriram com competência a estratégia adotada pelo técnico Ricardo Gareca, e souberam anular o potencial técnico da dupla Cavani e Suárez.

Na cobrança de pênaltis, brilhou o goleiro peruano Gallese, ao defender a primeira cobrança, feita por Suárez. A partir daí, das nove cobranças efetuadas todas foram convertidas, definindo o marcador em 5 a 4 para o Peru.

Na semifinal, o Peru enfrentará o Chile, quarta-feira 3, na Arena do Grêmio. O vencedor enfrentará Argentina ou Brasil na final da Copa América, no Maracanã, no dia 7 de julho.

FICHA TÉCNICA
PERU 0 (5) X 0 (4) URUGUAI

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 29 de junho de 2019, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Sampaio (BRA)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil e Rodrigo Correa (BRA)
VAR: Patricio Loustau (ARG)
Público e renda: 21.180/R$ 3.143.820,00
Cartões amarelos: PERU: Zambrano e Cueva; URUGUAI: Godín e Valverde

PERU: Gallese; Advincula, Zambrano, Abram, Trauco; Tapia, Yotún, Carrillo (Gonzáles), Cueva (Ruidíaz); Florez e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca

URUGUAI: Muslera; Martín Cáceres, Giménez, Godín e Gio González; Valverde (Stuani), Bentancur, Nández (Torreira) e Arrascaeta; Cavani e Suárez. Técnico: Óscar Tabárez