Presidente da CBF confirmou contrato de dois anos renováveis por mais dois

Crédito: Gazeta Esportiva

Presidente Rogério Caboclo, da CBF, apresenta a nova treinadora da seleção brasileira feminina (Foto: Carl de Souza)

Após a demissão de Vadão e rumores sobre a nova técnica da Seleção Brasileira feminina de futebol, a CBF confirmou a sueca Pia Sundhage, de 59 anos, para o cargo na manhã desta quinta-feira por meio de uma nota em seu site oficial. O contrato terá dois anos de duração, com possibilidade de renovação por mais dois.

“A escolha da Pia reflete a nova dimensão que vamos imprimir ao futebol feminino no Brasil. A partir da sua chegada, desenvolveremos um planejamento totalmente integrado entre a Seleção Principal e a base, equilibrando objetivos de curto prazo, como Tóquio 2020, com a renovação contínua dos nossos talentos”, iniciou o presidente da entidade, Rogério Caboclo.

O mandatário também rasgou elogios à nova treinadora. “Pia reúne a experiência e o talento perfeitos para isso. É uma enorme alegria termos essa lenda do futebol feminino no nosso time. Na busca permanente por inovação e excelência, teremos pela primeira vez, uma treinadora estrangeira comandando a Seleção Brasileira Feminina”, completou.

Continue lendo a matéria completa aqui