Falôôô... A opinião de Jota Jota
Jota Jota

Foi uma bela partida de futebol que fizeram Palmeiras e Flamengo, na matinê do futebol dominical em Brasília, onde empataram por dois tentos no tempo regulamentar. O Palmeiras saiu na frente, o Flamengo virou e o Palmeiras buscou o empate, ficando a decisão para os pênaltis.

Um jogo em que fora alternado também, no domínio das ações, com jogadas distintas, com cada uma das equipes utilizando suas armas, toque de bola e velocidade. E das cabines de imprensa, de onde assistiu o jogo após ser expulso, vimos que o técnico Abel do Palmeiras, enxergou melhor o jogo no segundo tempo, se aproveitando das trocas feitas por Rogério Ceni.

Flamengo bicampeão da Supercopa – foto Alexandre Vidal-CRF

As mudanças deram um poder maior de criatividade ao Porco, que prensou o Urubu em seu campo, e conseguiu o empate. Ao mudar o meio de campo, Ceni chamou o time paulista para cima de sua defesa, e por pouco não é surpreendido no tempo regulamentar.

Um belo jogo, que prendeu a atenção de todos os telespectadores das TVs que mostraram a partida. Era não piscar para não perder lances. Como não poderia deixar de ser, em uma partida de tamanha importância e envergadura, as reclamações foram constantes, já que os nervos estavam à flor da pele. Mas vale ressaltar, que em campo, entre os jogadores envolvidos, a lisura e lealdade foi a tônica.

Venceu quem melhor se deu nos pênaltis, o Flamengo. Mas, data vênia, dando aos dois goleiros votos de louvor pelas atuações e defesas nos penais.

#PRONTOFALEI.