Aos 37 anos e dona de 23 Grand Slams, a americana Serena Williams encabeça por mais um ano a lista das mulheres mais bem pagas do esporte, com um ganho acumulado estimado em US$ 29.2 milhões (R$ 116 milhões) em premiações e patrocínios nos últimos 12 meses.

A soberania da americana no topo da lista não é novidade, mas o que chama atenção é a proporção de tenistas no Top-15. Elas ocupam nada menos que 12 das 15 posições mais altas e dominam os 11 primeiros postos.

Outro aspecto interessante é a presença da japonesa Naomi Osaka na segunda posição do ranking. Algoz de Serena na última decisão do US Open e de ascensão relativamente recente no cenário esportivo, a tenista deixou para trás e com sobras, nomes de peso do circuito, como Angelique Kerber, da Alemanha, e Simona Halep, da Romênia.

A primeira atleta não tenista a aparecer no ranking é a americana Alex Morgan (12ª posição), campeã da Copa do Mundo da França pela seleção feminina de futebol. Confira a lista completa no site do Globo Esporte.