Por Tony Martins  

Considerando os jogos de ida da Taça Libertadores da América, as equipes brasileiras se saíram bem na competição. O Flamengo, mesmo sem mostrar o bom futebol do ano passado, conseguiu empatar com o Racing na Argentina, enquanto o Santos, do habilidoso Soteldo e do inspirado Marinho, que fizeram os gols da vitória, derrotou a LDU em Quito por 2 x 1. Já o Palmeiras não tomou conhecimento do Delfin do Equador e fez 3 x 1 fora de casa.

Outro brasileiro que se deu bem foi o Grêmio, pois garantiu uma boa vantagem para o jogo de volta em Porto Alegre, após fazer 2 x 0 sobre o Guarani Asunción do Paraguai. Quem ficou numa situação difícil foi o Athlético Paranaense ao ceder o empate no final da partida diante do River Plate da Argentina, em jogo realizado na Arena da Baixada. O Furacão terá que vencer seu adversário no jogo de volta que acontecerá em Buenos Aires.

Em razão da morte de Maradona, a CONMEBOL adiou a partida entre Boca Juniors e Internacional que seria realizado na última quarta feira (25/11) na Argentina.

Existe, portanto, uma grande possibilidade do Brasil ter uma presença majoritária nas fases subsequentes da Taça Libertadores da América, a começar pelas quartas de final, já que Palmeiras, Santos, Grêmio, após vencerem seus adversários nos jogos de ida, tem a vantagem em casa para passar de fase, enquanto que o Flamengo poderá empatar em zero a zero com  Racing da Argentina no Maracanã ou vencer por qualquer escore. Com um empate de um a um a disputa vai para os pênaltis, de 2 x 2 em diante o Racing fica com a vaga.