Por Jota Jota

Com um empate por dois tentos, Atlético e Bahia de Feira adiaram a grande decisão do certame baiano para o dia 23, no jogo de volta, que acontecera na Arena Cajueiro em Feira de Santana, sem que numericamente, nenhuma das duas agremiações, tenha regalias no regulamento. O Bahia de Feira tem apenas a vantagem de atuar em seu campo, que é de grama sintética.

Foi uma partida equilibrada no primeiro tempo, sem que os times se arriscassem tanto, com jogo desenvolvido no meio de campo, uma vez que Oliveira Canindé surpreendeu Sérgio Araújo, com uma marcação avançada, evitando a volúpia do time da casa, que por sua vez, marcou bem a ofensividade do Tremendão.

No intervalo, com algumas mudanças de peças e na maneira tática, o jogo ficou mais aberto, o Atlético encontrou o seu padrão, mas rapidamente o Bahia equilibrou as ações. As emoções ficaram mesmo para a reta final da bola rolando, cujo tempo regulamentar fora acrescido em 12 minutos. Foram três belos gols, e um de pênalti, que colocaram fogo no Antônio Carneiro.

O Bahia de Feira ficou duas vezes à frente do marcador, mas o Carcará foi buscar o empate, e que veio no último segundo de jogo, mostrando que a volta, vai ser aguerrida, uma vez que estando tudo em aberto, e cada jogo é um jogo, será preciso aguardar.

O Atlético deixou escapar a oportunidade, pois estava jogando em casa e não teve a mesma performance de outros jogos. Agora vai enfrentar um gramado sintético e um adversário invicto em sua casa.

#PRONTOFALEI@JOTAJOTA