Conexão Bahia-Chile: música “Um dia de domingo” ganha versão especial em parceria inédita entre Andrezza Santos, Silas França e artista chileno

Mesmo em tempos de pandemia, a arte não para. A classe artística, uma das mais afetadas, vem se reinventando e tem aproveitado esse período para estabelecer conexões, apesar da distância. Um exemplo disso, é que acaba de ser lançado na internet, um projeto fruto de uma parceria inédita entre a artista Andrezza Santos, que atua na região do Vale do São Francisco, e Maurício Pizarro Mánquez, músico chileno.

A música escolhida para selar a parceria inédita dessa conexão Bahia-Chile foi “Um Dia de Domingo”, composta por Michael Sullivan e Paulo Massadas, e gravada em forma de dueto por Tim Maia e Gal Costa em 1985. A canção, que conta as angústias de um amor não consolidado, ganhou uma versão especial que é a cara do Nordeste. Na voz de Andrezza Santos e com participação do sanfoneiro juazeirense Silas França, foi gravada com elementos que trazem na melodia, uma referência ao ritmo do xote.

“Maurício sugeriu essa música por ser muito ouvida no Chile. Então me veio a ideia de fazer uma versão dela com alguns elementos do xote. Como moro no nordeste, quis fazer alusão a esse ritmo que é ‘uma das diversas caras’ dessa região. Chamei Silas para fazer parte do projeto, pois ele já possui uma pesquisa de adaptação da música brasileira, e de diversas outras culturas, para a sanfona. Essa conexão Bahia-Chile foi uma experiência incrível pois além da troca de aprendizados, mostrou que não há limites para a arte”, disse Andrezza Santos.

As gravações, da melodia e das imagens do vídeo, foram realizadas pelos músicos em suas próprias residências, em respeito às medidas de isolamento social, por causa da pandemia da covid-19. O vídeo apresenta Andrezza Santos na voz e violão, Maurício Pizarro no contrabaixo acústico e Silas França no acordeon.

O vídeo está disponível no canal do Youtube de Andrezza Santos e integra o #ConectaSessions, projeto em que a cantora faz parcerias musicais com diversos outros artistas. O propósito é mostrar a arte vive, revive e se reinventa, apesar da pandemia.

Andrezza Santos

Andrezza Santos iniciou sua carreira aos 13 anos e desde então vem construindo seu trabalho autoral através da mistura de elementos musicais que passeiam entre a Música Popular Brasileira e o experimentalismo eletrônico. Cursou violão e canto popular, já dividiu o palco com cantores como Verônica Ferriani, Paulo Neto, Zezé Motta e Danilo Caymmi. Acumula participações e prêmios em festivais de música pelo Brasil. Em 2019 lançou seu primeiro álbum, “Alto Lá”, que aborda sobre o despertar, a liberdade e o empoderamento feminino. Prepara-se para o lançamento de novos singles em 2020.

Maurício Pizarro Mánquez

Ingressou na Escuela de Cultura Artística Claudio Arrau León, no Chile, onde aprendeu a tocar violão e baixo na educação básica. Bacharel em Música pela Universidade de La Serena, onde estudou contrabaixo. Estudou contrabaixo elétrico e contrabaixo popular na EMESP “Tom Jobim”, em São Paulo. Tocou em orquestras sinfônicas e grupos populares do Chile. Também já se apresentou na França. Atualmente, dedica-se a ensinar contrabaixo elétrico e contrabaixo, dando aulas particulares em Coquimbo e La Serena, no Chile, aulas on-line e em várias academias artísticas da região.

https://www.youtube.com/watch?v=5NIU2B_jYKA

 Ascom/Thiago Santos – foto: reprodução