Crédito: Grande Prêmio - Foto: Red Bull Content Pool

Nem Lewis Hamilton, tampouco Valtteri Bottas. O grande nome do treino classificatório derradeiro da temporada 2020 da Fórmula 1 foi Max Verstappen. Com uma volta absurda na sua última tentativa no Q3, o holandês marcou 1min35s246, tirando uma pole que parecia endereçada a Bottas por apenas 0s025. O finlandês havia acabado de bater Hamilton, mas soube pelo rádio do feito de Verstappen, que foi muito comemorado pela Red Bull.

Foi a primeira pole conquistada pela equipe taurina no ano e também a primeira vez que um carro que não é empurrado por motor Mercedes fatura a posição de honra do grid nesta temporada. Lewis Hamilton vai largar apenas em terceiro, com tempo 0s086 mais lento que Verstappen, e vai dividir a segunda fila com Lando Norris, em performance surpreendente com a McLaren. O britânico ficou a apenas 0s251 do tempo da pole, em outra excelente volta na noite em Yas Marina.

Alexander Albon, com a Red Bull, teve de se conformar com o quinto lugar do grid. O anglo-tailandês vai largar lado a lado com Carlos Sainz, na sua despedida da McLaren. Daniil Kvyat, também a caminho da saída da AlphaTauri, foi bem na classificação e conquistou o sétimo posto, com Lance Stroll, da Racing Point, em oitavo.