Vitória faz jogo de recuperação e empata com a Chape na Arena Condá

Da Redação - (Foto: DINHO ZANOTTO/AGIF-AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO)
Chapecoense-1×1-Vitoria-1710220-foto-marciocunhe-AFC-divulgacao

Na tarde deste sábado 17, o Vitória empatou com a Chapecoense em 1 a 1, na Arena Condá, e completou cinco jogos seguidos sem desfrutar o sabor de um triunfo. É a segunda partida sob o comando do técnico Eduardo Barroca, que estreou perdendo para o Avaí na rodada anterior.

As duas equipes dividiram o domínio da partida ao longo dos 90 minutos. Se na primeira etapa o time da casa foi mais efetivo, o time baiano deu o troco no tempo final e esteve perto de conquistar a primeira vitória no campo do adversário.

O gol da Chape foi marcado por Paulinho Moccelin, aos 23 minutos do primeiro tempo, após triangulação no ataque. O Leão da Barra empatou aos 16 do segundo tempo, através do capitão Carleto, cobrando pênalti.

Em fase ascendente, a Chapecoense continua sem perder em casa. Dirigido pelo treinador Umberto Louzer, completou dez jogos de invencibilidade na Série B, e chegou aos 30 pontos, na vice liderança da competição. Já o Vitória, com novo comandante, se manteve na 13ª posição, com 19 pontos, podendo perder a posição para o Brasil de Pelotas, que enfrenta o Figueirense na sequência da 16ª rodada.

Próximos jogos

O Vitória volta a campo na quinta-feira 22, em jogo da 17ª rodada. No Barradão, o time Rubro-Negro recebe o Guarani, às 21h30. Antes, na terça-feira 20, a Chapecoense visita a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. 

FICHA TÉCNICA
Chapecoense 1 x 1 Vitória

Campeonato Brasileiro Série B – 16ª rodada
Data: 17 de outubro de 2020 (sábado)
Horário: 16 horas
Local: Arena Condá (SC)
Arbitragem: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ-CBF), Diogo Carvalho Silva (RJ-CBF) e Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ-CBF)
Gol da Chapecoense: Paulinho Moccelin (CHA), aos 23min do 1º tempo.
Gol do Vitória: Carleto (VIT), aos 16min do 2º tempo, de pênalti.

Chapecoense: João Ricardo; Guedes, Joilson, Luiz Otávio e Busanello; Willian, Evandro e Aylon (Locatelli); Paulinho Moccelin (Régis Tossati), Anselmo Ramon e Felipe Garcia (Lucas Tocantins). Técnico: Umberto Louzer

Vitória: Ronaldo; Lucas Silva, João Victor, Maurício Ramos e Carleto; Guilherme Rend (Gabriel Furtado), Gerson Magrão (Lucas Cândido) e Marcelinho (Juninho Quixadá); Ewandro (Vico), Alisson Farias (Rafael Carioca) e Léo Ceará. Técnico: Eduardo Barroca