Da Redação - Foto: Jefferson Peixoto/FuturaPress/GE
Vitória 1×2 Avaí no Barradão pela Série B 2020 (Foto: Jefferson Peixoto/FuturaPress/GE)

Na estreia do técnico Eduardo Barroca, e o retorno do artilheiro Léo Ceará ao comando do ataque, o Vitória perdeu de virada para o Avaí, por 2 a 1, e chegou ao quarto jogo sem vencer na disputa da Série B, sendo a terceira derrota seguida no Barradão.

O jogo foi eletrizante nos primeiros 17 minutos. O time anfitrião abriu a contagem aos 4 minutos através do zagueiro João Victor, dando a impressão que conseguiria um bom resultado. No entanto, em dois pênaltis assinalados pelo árbitro Marcos Mateus Pereira, aos 9 e aos 17 minutos, o time catarinense virou para 2 a 1, através do atacante Valdivia.

No segundo tempo, apesar as alterações promovidas peço novo treinador, o Vitória não teve talento para transpor o ferrolho montado pelo técnico Geninho e amargou o quarto tropeço seguido no antigo alçapão rubro-negro.

O tropeço em casa custou ao Leão da Barra mais uma posição na tabela de classificação, caindo para o 11º lugar, com os mesmos 18 pontos que começou a rodada. Já o Avaí, chega aos 22 pontos e ocupa a 7ª colocação.

Próximos jogos

Na próxima rodada, de número 16, o Vitória viaja para enfrentar a Chapecoense na Arena Condá, no sábado 17, às 16 horas. Antes, no dia 13, o Avaí recebe o CSA, na Ressacada, às 19h15.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Avaí
Campeonato Brasileiro Série B – 15ª rodada
Data: 10 de outubro de 2020 (sábado)
Horário: 16 horas
Local: Estádio Manoel Barradas (Salvador)
Arbitragem: Marcos Mateus Pereira, Leandro dos Santos Ruberdo e Sérgio Alexandre da Silva
Gols do Vitória: João Victor, aos 4′ do 1º tempo
Gols do Avaí: Valdivia, aos 9′ e aos 17′ do 1º tempo

Vitória: Ronaldo; Jonathan Bocão (Leandro Silva), João Victor, Wallace e Carleto. Guilherme Rend (Juninho Quixadá), Fernando Neto e Marcelinho (Vico); Ewandro (Júnior Viçosa), Léo Ceará e Alisson Farias (Mateuzinho). Técnico: Eduardo Barroca.

Avaí: Lucas Frigeri; Iury, Rafael Pereira (Betão), Alan Costa e João Lucas (Luan Silva); Ralf, Jean Martim, Pedro Castro e Valdivia (Leandrinho); Getúlio (Rômulo) e Gastón Rodriguez (Ronaldo). Técnico: Geninho.