Vôlei masculino do Brasil carimbou passaporte para Paris vencendo a Itália por 3 a 2

0
289
Brasil x Itália pre-olimpico - Foto Marcelo de Jesusco -

Da Redação – Jota Jota

O selecionado masculino de vôlei do Brasil entrou em quadra na manhã deste domingo, precisando vencer a Itália campeão do mundo, para carimbar o passaporte para as Olimpíadas de Paris em 2024. Os comandados de Renan Dal Zotto, sabiam que o Maracanãzinho lotado os empurraria para conquista da última vaga do grupo, a Alemanha já havia conquistado.

A partida começou tensa, mas o Brasil foi melhor e fechou o primeiro set por 25/23, mas perdeu o foco no segundo e terceiros sets, perdendo por 23/25 e 15/25. Mas aí voltou a brilhar a estrela do jovem Darlan de 1,92 más e 21 anos, revelação do pré-olímpico.

Recolocado em quadra por Renan Dal Zotto e com passes do levantador Bruninho, Darlan chamou a responsabilidade do jogo, sendo o principal pontuador, levando o sexteto canarinho a vencer o quarto set por 25/17, forçando assim o tie-break.

Até o décimo ponto, Brasil e Itália estiveram passo a passo no marcador, mas a partir daí Darlan e CIA mostraram o que realmente é o vôlei do Brasil, fecharam a partida por 15/11, desencadeando uma festa espetacular no Maracanãzinho, com direito a lágrimas do técnico Renal Dal Zotto, um sobrevivente da Covid 19.

O Brasil está em Paris com os selecionados Feminino e Masculino de vôlei, agora é preparar para os torneios no início do ano, e depois Paris… Aí vai o vôlei brasileiro.