Dia das mães promete ‘aquecer’ o comércio, aponta levantamento da CDL Petrolina

0
157
Lilian Telles – Ascom CDL/Petrolina  

Com a proximidade de uma das datas mais importantes para o varejo brasileiro, perdendo em faturamento apenas para o Natal, o Dia das Mães, celebrado no dia 12 de maio, promete movimentar e gerar boas vendas no comércio. É o que aponta um levantamento feito pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Petrolina.

De acordo com a pesquisa realizada com associados à entidade, o estudo mostra uma expectativa de crescimento médio nas vendas de 10%, em comparação ao ano passado. Os dados também mostram que, a cada 10 pessoas consultadas, 7 pretendem presentear sua mãe. Já os produtos mais procurados pelos clientes para presentear as mães são: roupas, calçados, acessórios, perfumaria, cosméticos, eletroeletrônicos, além dos produtos de decoração.  

“A data traz um cunho afetivo muito forte. E homenagear quem mais amamos também se traduz em boas expectativas para o comércio, onde as pessoas querem comemorar e aproveitar os bons momentos do lado de quem ama, com um belo presente. Portanto, esperamos que essas projeções se confirmem, com ótimos resultados para os lojistas”, avalia o presidente da CDL Petrolina, Deusemar dos Santos.

Para o gerente administrativo de uma loja de presentes e decorações, Waldemar Júnior, a movimentação deve se intensificar nos próximos dias, já que muitos clientes deixam para comprar na última da hora. “Estamos otimistas e esperamos ter um aumento médio nas vendas de no mínimo 10%, em relação ao mesmo período do ano passado. Esperamos que nos próximos dias o fluxo de pessoas aumente e com isso, possamos dobrar as nossas vendas”, comenta Júnior.

Outro dado animador se consolida em levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offerwise Pesquisas, onde revela que 78% dos consumidores devem realizar pelo menos a compra de um presente no período. A expectativa é de que aproximadamente 128 milhões de pessoas presenteiem alguém este ano, o que deve movimentar cerca de R$ 40,21 bilhões nos segmentos de comércio e serviços.