Sudesb apoiou dois torneios internacionais de tênis em menos de um ano em Feira de Santana

0
176

Sudesb apoiou dois torneios internacionais de tênis em menos de um ano em Feira de Santana

Com sucesso de público, torneios aconteceram pela primeira vez fora da Região Metropolitana de Salvador

A cidade de Feira de Santana, no interior da Bahia, recebeu na última semana o segundo torneio do circuito profissional de tênis em menos de um ano graças ao apoio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Com ambos sendo realizados na Acade18.03.2024 Sudesb apoiou dois torneios internacionais de tênis em menos de um ano em Feira de Santana.docxmia Smash de Tênis e Beach Tennis, o ITF M25 concluiu o ano de destaque para a Princesa do Sertão no mundo do tênis após a realização do ITF W60 em agosto do ano passado.

Estes foram os primeiros torneios deste porte fora da Região Metropolitana de Salvador, como enaltecido pelo diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto. “Essa é mais uma das políticas públicas de interiorização do fomento e do alto rendimento do esporte. Pelo sucesso de público de uma modalidade que por anos ficou concentrada na região da capital e Região Metropolitana, é gratificante ter grandes nomes do tênis mundial em Feira de Santana. A Sudesb segue apoiando o tênis desde os grandes torneios juvenis, como a tradicional Bahia Juniors Cup, até o terceiro ano consecutivo de um torneio internacional na Bahia, que iniciou com o ATP Challenger 80 em 2022”, pontua.

Masculino – Como parte do Circuito Banco BRB/ENGIE, que roda pelas cidades brasileiras, o Sudesb Open finalizou uma semana de partidas intensas, iniciadas no domingo, 10, com a presença de tenistas de onze países (Brasil, Tunísia, Cazaquistão, Alemanha, Estados Unidos, Chile, França, Colômbia, Peru, Paraguai e Argentina). Válido pela International Tennis Federation (ITF), o torneio distribuiu pontos no ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e uma premiação total de US$ 25 mil (cerca de R$ 125 mil).

O grande campeão da chave de simples foi o cabeça de chave dois, o cazaque Dmitry Popko, que confirmou o favoritismo contra o americano Harrison Adams por 6/4 6/4 na final. Com o título, Popko conquistou o quarto título da temporada e garantiu 25 pontos no ranking da ATP, subindo quinze posições até o 250º lugar.

Já o norte-americano, inclusive, havia desbancado na semifinal o brasileiro Mateus Alves, quarto favorito a vencer o torneio e último brasileiro vivo na chave individual. Na companhia do francês Quentin Folliot, Adams também garantiu o título de duplas contra a dupla brasileira formada por José Pereira e Gabriel Roveri Sidney. Já alguns baianos marcaram presença na chave principal – Victor Rocha e Rafael Ferreira – e no qualifying (qualificatório) – Gabriel Godoy.

O presidente da Federação Bahiana de Tênis (FBT), Eduardo Catharino, celebrou o feito. “Foi uma grande semana, primeira vez de Feira de Santana recebendo um torneio internacional profissional masculino, uma grande oportunidade para os jogadores baianos e brasileiros de disputarem o qualifying e chave principal, adquirindo experiência e marcando seus primeiros pontos no ranking como o paraense Joaquim de Almeida”, pontua.

Feminino – Em agosto do ano passado, a brasileira e medalhista de bronze em duplas dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Laura Pigossi, ganhou seu título mais importante da carreira à época no Engie Open ITF W60 em solos feirenses. Ela venceu a bielorusa Jana Kolodynska por 6/1 6/4.

Sem perder nenhum set e como principal favorita, Laura foi apoiada pela torcida da casa por todo o torneio, com destaque para a arquibanca e o redor da quadra central lotados para torcer pela paulista na final. Aquele foi o nono título de simples dela e o segundo em geral em solos baianos. Ela já havia vencido as duplas do ITF W25 Mata de São João, em Costa do Sauípe, que foi o último torneio feminino profissional no estado há 11 anos.

Leolia Jeanjean, da França, e Valeriya Strakhova, da Ucrânia, venceram as americanas Abigail Rencheli e Haley Giavara por 7/5 6/4, sendo logradas campeãs de duplas da competição. Ao todo, cerca de 60 tenistas no feminino mais 60 no masculino, entre os principais do mundo, disputaram as competições válidas pela ITF e organizada pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT), em parceria com a FBT e com apoio da Sudesb.

Ascom Sudesb – Maurício Viana